Belo Horizonte testa jardins de chuva para combater alagamentos

Em parceria com a ONG Iclei, Governos Locais pela Sustentabilidade, a prefeitura vai instalar o projeto-piloto no Parque Municipal Fazenda Lagoa do Nado, na capital mineira.
Jardim de Chuva - Uarlen Valerio (1)

A Prefeitura de Belo Horizonte, em Minas Gerais, começará a testar uma alternativa sustentável e mais econômica para combater os constantes problemas de alagamentos das vias da cidade nos períodos mais chuvosos do ano: os jardins de chuva. Trata-se de estruturas construídas com o objetivo de absorver e reter a água das precipitações do solo, evitando o surgimento de áreas inundadas.  

O projeto-piloto será instalado no Parque Municipal Fazenda Lagoa do Nado e deverá ficar pronto em setembro. A iniciativa é realizada em parceria com a ONG Iclei (Governos Locais pela Sustentabilidade), que investiu R$ 350 mil, dinheiro do fundo do governo alemão IKI (Internationale Klimasschutzinitiative), que destina recursos financeiros para projetos de desenvolvimento para cidades sustentáveis.

A estrutura do jardim de chuva será construída com plantas nativas da região e reaproveitamento de materiais da construção civil, tornando o projeto mais barato e sustentável. De acordo com os resultados e eficiência apresentados pelo projeto, ele será expandido para praças, canteiros centrais, rotatórias e diversos pontos sensíveis da cidade. Em Contagem, na Região Metropolitana de BH, será implantado um projeto-piloto igual.

Fonte: O Tempo

Compartilhe
WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Email
Imprimir
Publicidade
Outras notícias

Cadastro

Cadastre-se e fique por dentro das novidades da Revista Saneas.