Curtas Fenasan 2022

Confira outras atividades (além dos painéis e mesas) que aconteceram no primeiro dia do 33º Encontro Técnico AESabesp/Fenasan 2022 em sua edição histórica que marca a volta da realização presencial no Pavilhão Branco do Expo Center Norte/SP.
DESTAQUE CURTAS

O maior evento de saneamento e meio ambiente da América Latina acontece até esta quinta (15), com transmissão online.

Museu Água de São Paulo: a concepção do projeto

O estande dedicado ao Museu Água de São Paulo, uma iniciativa da AESabesp, recebeu nesta terça (13) uma palestra ministrada por Viviane Borges, presidente do Conselho Deliberativo da Associação. Na ocasião, ela apresentou um panorama sobre a concepção do museu água e a sua história em São Paulo. “A Sabesp já havia tido essa iniciativa, mas o projeto foi parado. Então precisava de algum projeto em que a sociedade participasse e soubesse da importância do saneamento na nossa vida e na vida da comunidade, o quanto leva de saúde”, contou, afirmando que o museu agora está na fase de captação de recursos.

Também participaram Alzira A. Garcia, presidente da AESAN – Associação dos Especialistas em Saneamento, que contou sobre a escolha do local e como o projeto mobilizou pessoas para que ajudassem na sua concepção. “As pessoas vieram pelas ideias, por todo o objetivo do museu água. As pessoas da Sabesp sabem da importância da água, o quanto é vital para a nossa sobrevivência, e as pessoas que ouviram a ideia do museu quiseram participar.”

O diretor Metropolitano da Sabesp e apoiador do Museu Água, Ricardo Borsari, também participou do evento, falando sobre a importância dessa nova instituição cultural.

O presidente Luciomar Santos Werneck, que prestigiou a palestra, reforçou que Museu pretende trazer para a população do município toda a conscientização do uso racional e preservação da água para o meio ambiente e a vida das pessoas, que inclusive está ligado ao tema do evento “Saneamento: prioridade para a vida”.

O museu promete ser um legado para a história do saneamento no Brasil. Será um espaço interativo, uma nova área de lazer e cultura na cidade de São Paulo, para estimular o interesse das pessoas pela história do saneamento, a criatividade e o envolvimento da sociedade para a preservação e uso racional da água.

Além da palestra sobre a concepção do projeto, a programação do estande também terá a assinatura do apoio institucional do Instituto Musas e agradecimentos dos parceiros AESabesp/Base7/Instituto Pedra aos patrocinadores do Museu Água.

AESabesp e Consulado dos EUA

O presidente da AESabesp, Luciomar Santos Werneck, esteve reunido com o cônsul-geral dos Estados Unidos, Jeff Hamilton. Também participaram do encontro no estande da AESabesp Helieder Zanelli, diretor da Fenasan 2022 e de Inovações da Associação; e Agostinho Geraldes, diretor Técnico da AESabesp.

“A reunião foi muito proveitosa e com grandes possibilidades de uma parceria com o Consulado dos Estados Unidos”, celebrou Luciomar Werneck. “O Consulado tem pretensão de trazer as empresas americanas para o Brasil e apresentar a AESabesp e a Fenasan para futuras parcerias conosco”.

Trabalhos Técnicos

Esta edição do Encontro Técnico AESabesp bateu mais um recorde de inscrições de trabalhos. E a apresentação destes é uma grande oportunidade para aumentar a visibilidade de cada trabalho técnico perante o meio acadêmico e profissionais do setor de saneamento.

Confira depoimentos de alguns autores do primeiro dia:

“Achei importante participar do evento para mostrar o trabalho que vem tomando corpo no saneamento e que faz parte da saúde pública. É necessário um bom tratamento de esgoto com uma medição confiável para otimizar o processo. É a primeira que participo do evento, estou achando interessante a apresentação dos cases, é um aprendizado para todos” – Vanessa Raquel Brandt, que apresentou o trabalho “Dispositivo para validação da medição de vazão em canais abertos.

“É um privilégio enorme apresentar o trabalho que a gente executa na Superintendência de Engenharia e Empreendimentos da Sabesp”, enfatizou Walter Roberto Rodrigues Sampaio, autor do trabalho “A tecnologia como apoio na gestão do ciclo de vida dos ativos da Sabesp”. “O evento é muito importante e o maior de saneamento da América Latina. Agradeço aos coautores do trabalho, que são as empresas parceiras. Apresentamos a tecnologia e qual foi o impacto no apoio ao ciclo de vida da gestão dos ativos. Temos um portfólio de soluções. São ferramentas informatizadas com o apoio de um conector inteligente, que conecta o sistema SAP e transforma as atividades transacionais em atividades e relatórios de gestão. O que proporciona à Sabesp uma melhor gestão dos ativos dos seus empreendimentos”, detalhou. “Agradeço a oportunidade, foi ótimo participar do 33º Encontro Técnico AESabesp/Fenasan”.

“É um privilégio enorme apresentar o trabalho que a gente executa na Superintendência de Engenharia e Empreendimentos da Sabesp”, enfatizou Walter Roberto Rodrigues Sampaio, autor do trabalho “A tecnologia como apoio na gestão do ciclo de vida dos ativos da Sabesp”. “O evento é muito importante e o maior de saneamento da América Latina. Agradeço aos coautores do trabalho, que são as empresas parceiras. Apresentamos a tecnologia e qual foi o impacto no apoio ao ciclo de vida da gestão dos ativos. Temos um portfólio de soluções. São ferramentas informatizadas com o apoio de um conector inteligente, que conecta o sistema SAP e transforma as atividades transacionais em atividades e relatórios de gestão. O que proporciona à Sabesp uma melhor gestão dos ativos dos seus empreendimentos”, detalhou. “Agradeço a oportunidade, foi ótimo participar do 33º Encontro Técnico AESabesp/Fenasan”.

“É interessante essa experiência porque apesar de ser um município pequeno, nós estamos muito avançados socialmente e muitos problemas que enfrentamos são os problemas que as grandes empresas vão ter no futuro. Muitos desses problemas, eles podem aprender com a gente, vendo o que deu certo e o que deu errado”, afirma Hector Honório Santos Tomelin, da Samae de Jaraguá do Sul – SC, que apresentou o trabalho técnico “Paradigma das estruturas tarifárias dos serviços de saneamento de água e de esgotamento sanitário”, no 33º Encontro Técnico AESabesp.

“Essa troca de informações técnicas é fantástica para todo mundo. Temos que levar em consideração as proporções, porque somos de uma região muito pequena, enquanto a Sabesp é gigantesca, são escalas de problemas diferentes, mas que todo mundo pode aprender com todo mundo. Por exemplo, a Sabesp tem algo que eu canso de falar lá, que é a abertura de capital. Nós precisamos ter abertura de capital, mais transparência e um projeto de governo e da cidadania”, afirma. “Eu gostei muito dos dados da área de planejamento e já vou levar para o prefeito e presidente da companhia e mostrar que o modelo funciona, mostrando que eles estão com 20 anos de experiência e deu certo, porque não podemos fazer aqui?”, concluiu Hector.

Luciomar Werneck e Alceu Segamarchi Junior, diretor de Tecnologia, Empreendimentos e Meio Ambiente da Sabesp.

Viviana Borges e Sérgio Gonçalves, diretor executivo da Aesbe

Compartilhe
WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Email
Imprimir
Publicidade
Outras notícias

Cadastro

Cadastre-se e fique por dentro das novidades da Revista Saneas.