Reunião anual do G7 define metas para a diminuição da emissão de carbono e manutenção da temperatura no planeta

O encontro definiu que o mundo precisa criar condições para um “crescimento limpo e verde”
G7 - Leon Neal (2)

A reunião anual do G7 (Grupo dos Sete), organização de líderes de algumas das maiores economias do mundo como Alemanha, Japão, Itália, Reino Unido, França, Canadá e Estados Unidos, realizada na última semana na Inglaterra, definiu metas de sustentabilidade e preservação do meio ambiente. Foram assinados compromissos importantes que visam apoiar uma “revolução verde” no mundo.

Os países saíram do encontro com a missão de reduzir as emissões de carbono, que atualmente estão aumentando a temperatura do planeta em torno 1,5° graus Celsius, e a criação de novos empregos. Juntos, os membros do G7 são responsáveis pela emissão de 20% desses gases. A primeira meta do grupo é uma redução conjunta desses índices pela metade até 2030, zerando qualquer emissão até 2050.

Essa foi a primeira reunião da cúpula que contou com a presença do presidente dos Estado Unidos Joe Biden, que também discutiu outros problemas globais, além das emergências climáticas, como a crise da pandemia da covid-19, o ritmo da vacinação. Vale dizer que nas resoluções não foram mencionadas as estratégias que serão seguidas para atingir os objetivos definidos no encontro.

Leia a matéria completa no site: Em um Só Planeta

Foto: Leon Neal / Equipe

Compartilhe
WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Email
Imprimir
Publicidade
Outras notícias

Cadastro

Cadastre-se e fique por dentro das novidades da Revista Saneas.