Robôs coletam quase 2 toneladas de resíduos de rios nos EUA

Máquinas desenvolvidas para limpar a superfície e o fundo dos rios são movidas por energia solar e pela força das correntezas.
robos-limpam-rios-1

A empresa norte-americana Waterfront Partnership desenvolveu quatro robôs que usam recursos da natureza como forma de energia para retirar os resíduos que são jogados nos rios da cidade de Baltimore, nos Estados Unidos. As máquinas utilizam energia solar armazenada em painéis fotovoltaicos, além da própria força das correntezas, já que os robôs são instalados em pontos de conversão onde suas barreiras flutuantes atuam como grandes filtros para direcionar os resíduos para coleta.

Esteiras rolantes puxam os resíduos, tanto abaixo quanto acima da superfície, para dentro da máquina que realiza a coleta. O fabricante garante que as esteiras conseguem retirar da água até mesmo materiais pesados como pneus, colchões entre outros. A velocidade de operação do robô foi definida para não comprometer a vida marinha, ou seja, sem ameaçar as espécies que vivem nos cursos das águas.  

A empresa informa que já retirou mais de 1.700 toneladas de lixo e entulho dos rios. Foram quase 1,5 milhão de garrafas, mais de 830 mil sacos plásticos, cerca de 12,5 milhões de bitucas de cigarro e 5,9 mil bolas. Atualmente, os resíduos são destinados para um contentor e enviados para incineração em termoelétricas, mas o intuito é que no futuro este material seja destinado para a reciclagem.

Fonte – Ciclo Vivo

Compartilhe
WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Email
Imprimir
Publicidade
Outras notícias

Cadastro

Cadastre-se e fique por dentro das novidades da Revista Saneas.